#paraiso_afogado

paraiso_afogado_foto_joao_de_ricardo_e_s
paraiso_afogado_foto_joao_de_ricardo_e_s

paraíso afogado foto jdr_shico menegat_
paraíso afogado foto jdr_shico menegat_

Screen Shot 2020-09-14 at 19.16.18
Screen Shot 2020-09-14 at 19.16.18

paraiso_afogado_foto_joao_de_ricardo_e_s
paraiso_afogado_foto_joao_de_ricardo_e_s

1/3

Uma sobrevivente ao fim do sistema solar narra a jornada apocalíptica do homem sobre a Terra. Uma família branca classe média dos anos 90 expõe suas mesquinharias. Um jovem arquiteto europeu vem ao Brasil construir o emblemático Teatro Amazonas em pleno ciclo da borracha. Por fim, vemos o mundo inteiramente coberto por uma maré material repleta de destroços e corpos afogados.

 

#paraiso_afogado reflete com ironia sobre os processos coloniais enquanto malha de relações de exploração. O texto, inédito no Brasil, dá continuidade ao trabalho da Cia. Espaço em Branco junto ao dramaturgo Thomas Köck iniciado com o premiado espetáculo "Tocar Paraíso", de 2019. Este novo trabalho foi criado inteiramente para o ambiente virtual e é realizado pela plataforma zoom. Teve sua estréia no 27 Festival Internacional Porto Alegre em Cena, em 2020.

 

ficha técnica

Direção: João de Ricardo - JdR

Texto: Thomas Köck 

Tradução: Christine Röhrig

Adaptação: Cia. Espaço em Branco

Elenco: Anildo Böes, Eduardo d'Avila, Evelyn Ligocki, Fernanda Carvalho Leite, JdR, Rodrigo Fernandez, Sissi Venturin e Shico Menegat

Trilha Sonora: Daniel Roitman e Rodrigo Fernandez

Iluminação: Carlos Azevedo e Cia. Espaço em Branco

Figurino: Cia. Espaço em Branco

Operação de Música ao vivo: Rodrigo Fernandez

Criação Audiovisual: Bruno Gularte Barreto, JdR e Shico Menegat

Narração convidada: Carlos Azevedo e Yael Prizant

Pesquisa teórica e dramatúrgica: Cia. Espaço em Branco e Yael Prizant

Produção: Jdr e Shico Menegat

Classificação indicativa: 16 anos

Duração: 60 min