extinção

Extinção | fotografia de Bruno Gularte Barreto
Extinção | fotografia de Bruno Gularte Barreto

press to zoom
Extinção | fotografia de Bruno Gularte Barreto
Extinção | fotografia de Bruno Gularte Barreto

press to zoom
Extinção | fotografia de Bruno Gularte Barreto
Extinção | fotografia de Bruno Gularte Barreto

press to zoom
Extinção | fotografia de Bruno Gularte Barreto
Extinção | fotografia de Bruno Gularte Barreto

press to zoom
1/19

O espetáculo de fundação da Cia. Espaço em BRANCO foi criado em 2004 dentro da Universidade Federal do RS (UFRGS), onde os integrantes estudavam. É uma comédia de humor negro que conta através do jogo de cinco atores a história da destruição e morte de uma riquíssima família. Após o filho mais velho, um jovem e rebelde artista plástico, voltar de um intercâmbio no exterior portador de uma doença incurável e encontrar no jardim da mansão uma ossada de um estranho animal, as máscaras usadas pelos outros membros da família começam a cair. Incesto, traições, compulsão consumista, hipocondria, histeria e a falta total de respeito pelo próximo são os ingredientes perfeitos para o caldeirão de humor negro proporcionado pela história. Extinção é um conto escatológico, uma destas histórias que, como o apocalipse cristão ou os mitos orientais, dão conta da idéia de fim do homem e do próprio planeta, onde deus é vendido como Prozac pelas televisões e os shoppings centers transformaram-se em templos do esquecimento, anestésicos para qualquer forma de reflexão dolorosa.

ficha técnica

Direção: João de Ricardo

Elenco:
 Evelyn Ligocki, 
Lisandro Bellotto, Marcos Contreras, Rodrigo Scalari e Sissi Venturin

Texto: Cia. Espaço em BRANCO livremente inspirado no universo dramatúrgico de Nicky Silver

Vídeos: Bruno Barreto, Marcos Contreras e João de Ricardo

Trilha Sonora Pesquisada: João de Ricardo

Figurinos: Lucia Panitz Cenografia: João de Ricardo e Cia. Espaço em BRANCO

Fóssil: Roger Kichalowsky e Cia. Espaço em BRANCO

Iluminação: Jô Fontana

Produção: Cia Espaço em BRANCO